Arrastão

Amor, desejo… descobertas… algumas lembranças e sempre a saudade são temas constantes neste blog e na minha vida (ainda bem, né?). E, ao ler blogs de pessoas queridas, me identifico muito com suas opiniões e vivências sobre estes assuntos. Por isso, ainda na campanha do post roubado, resolvi fazer um arrastão. Sim, roubar vários textos (ou partes) de uma só vez. E, ao juntá-los, expressar, através das palavras ‘roubadas’, o que também sinto… e como a sintonia é grande!

 

O começo. O novo. A ansiedade do primeiro encontro. Ah, como é bom sonhar… Melhor ainda se for acordado. Tornar o sonho realidade. Planejar, esperar o grande dia… e poder vivenciá-lo numa intensidade ainda maior do que eu imaginava…

“… Eu esperava por tudo. Eu idealizada quase tudo. Aquele encontro. Um encontro de Almas. Um encontro de sonho. As reações vinham de um lugar nunca antes conectado. Quando o corpo estremecia com a chegada do outro, a alma já tinha delirado, os sinos todos já faziam orquestra, o coração era o último a saber. Um toque de mãos. Mãos unidas. Era como mantínhamos nossas mãos. De todos os encaixes, o mais perfeito … Não havia mais distância, onde estivesse, estávamos juntos.” (Maria Alice – um texto da Mariana do blog Deixa eu contar pra ti.)

Com tanta vontade e sintonia, como não me envolver? Como não me abrir para este sentimento? Impossível. Tentei racionalizar, fugir, fingir que não sentia, que não queria… tudo em vão! O coração pedia, o corpo gritava, o desejo seduzia. A magia envolveu. Tudo era possível, inclusive encurtar distâncias… Surreal…

“Meu envolvimento foi surreal.  Coisa de outro mundo. Consigo sentir teu cheiro. Ouvir tua voz. E se fecho os olhos sinto tua presença” (Surreal – um texto da Sentimental do blog Sentimentos em letras)

No caminho, surgem dúvidas, medos, questionamentos.

“Meu medo é quebrar tanto a cara, rachar tantas vezes o coração, despedaçar tantas vezes minha alma, derramar tantas e tantas lágrimas e, ao final, não encontrar alguém que finalmente valha a pena. Acabar descobrindo que foi tudo em vão.” (Medo – um texto da Miss do Cotidiano)

Será que estou louca? Será ilusão? Será que quero viver um conto de fadas? Estou fora da realidade? Será que estou pedindo muito?

“Eu quero… A delícia do primeiro encontro, a surpresa do beijo roubado, o calor da emoção que percorre a espinha, o frio na barriga anunciando uma paixão, a leveza do toque e a pureza dos sentimentos. É pedir muito?” (É pedir muito? – um texto da Sentimental do blog Sentimentos em letras)

Apesar do medo e das dúvidas, não consigo me conter. Sim, eu quero. E não, acho que não é pedir muito. Coisas como estas tornam a vida mais leve, gostosa, divertida, intensa e alegre. Nem quero me imaginar sem paixão. Não vejo minha vida sem emoção, sem este gostinho… E o que tenho a oferecer… meu amor, meu corpo, minha alma… minha única certeza:

“O desejo toma conta de qualquer decisão. A volúpia se transforma na única certeza. Não é preciso muito pra saber que no fim da história… serei sua…” (A única certeza – um texto da Sentimental do blog Sentimentos em letras)

Novos encontros. Cumplicidade. Intensidade. Prazer. Marcados na pele feito tatuagem, alimentam sonhos, aumentam os desejos…

Sou somente tua, ainda que não saibas.
Estou inteiramente nua, para que enfim caias
Na tentação de deflorar-me,
Seja sob aplausos ou vaias,
Pois o que vale é que saias
De onde estiveres e aqui venha…
Não te contenhas, me tenha
De uma vez por todas!
Me desperte, me deixe louca,
Me leia por dentro, me condene
Ao vício de esperar por ti, paixão;
Todo Dia, por toda Lua, em toda Flora
No meio da rua, no pé de Amora,
Em cima de um colchão!
Me invada, me possua então…
(A fim de que me deflores, esperar-te-ei até o fim… – um texto da Sentimental do blog Sentimentos em letras – com créditos: Tiza Poe…)

Mas a montanha russa de sentimentos não pára. Te quero perto. Presente. Quero mais. Lembro de você a cada momento, em cada esquina. Às vezes, dói. Uma dor física intensa por não te ter aqui comigo. Por não poder viver, extravasar este sentimento que me consome e, ao mesmo tempo, alimenta meu amor por você… uns dias são mais quentes, libidinosos… outros são mais “phodas”…

Hoje foi “phoda”. As lembranças vieram de jeito. Forçaram a barra o dia inteiro. E agora só tenho uma vontade: Você… (Hoje foi “phoda” – um texto da Sentimental do blog Sentimentos em letras)

Ok, esta alternância de fases e humores insiste em permanecer. Não vou mais brigar. Desgaste em vão. Que venham toda as sensações. Que eu possa senti-las de verdade, entendê-las, processar algumas e incorporar outras. E que nunca me esqueça dos momentos maravilhosos que vivi. Entrei nesta aventura consciente e valeu a pena. Por isso, as lembranças levarei sempre comigo. São boas, deliciosas. E são só nossas. Nosso segredo. Nosso ‘mundo particular’. Pra sempre.   

“Seus olhos nos meus, pra sempre imantados. Seu cheiro nos lençóis brancos, suores grudados e pernas entrelaçadas em tantas noites insones. Madrugadas selvagens, noites felizes e manhãs risonhas de sorrisos cúmplices. A cada dia mais você. A cada dia mais eu, a cada dia mais nós. Lembranças que são quase materializadas, e a cada acordar a felicidade escorre pelos dedos, encharcando de novo os lençóis e a alma. Mas o olhar permanece e o momento se torna eterno, como que por milagre.” (Lembranças – um texto da Iaiá do blog “A moça do sonho”)

Muito obrigada, meninas!

Anúncios

31 Respostas

  1. “… Eu esperava por tudo. Eu idealizada quase tudo. Aquele encontro. Um encontro de Almas. Um encontro de sonho.” Perfeito.

    Andei meio sumida, mas nossa, me arrependi.
    Ainda que tenha sido palavras de outras pessoas, você manda bem na escolha querida.
    Li e reli.

    Beijos grandes, Luna.

    30/09/2009 às 12:14

    • Menina Misteriosa

      Oi, Luna!
      A Mary escreve muito bem, né?
      Que bom que voltou… adoro sua presença e seus comentários aqui! Estava com saudades! ;)
      Obrigada pelo carinho!
      Boa semana pra você!!!!!
      Beijos

      04/10/2009 às 20:41

  2. Que iniciativa linda! Essa é a moça das idéias excelentes, e é minha amiga, viu, gente? Obaaaaaaaaa! \o/

    Lendo as vontades, os medos, as expectativas, as frustrações, as esperanças dessas mulheres diferentes e tão parecidas, ao mesmo tempo, tenho que cantarolar :

    ♪ “Toda mulher quer ser amada
    Toda mulher quer ser feliz
    Toda mulher se faz de coitada
    Toda mulher é meio Leila Diniz” ♫

    Beijos, querida. Parabéns pela sensibilidade do post, ficou ótimo, mesmo.

    ℓυηα

    30/09/2009 às 12:22

    • Menina Misteriosa

      Ê, Luna, que delícia! Suas palavras, sua alegria e seu carinho transformam meu dia!!!!! :D
      Muito obrigada, amiga! Por tudo!!!!

      Adoro suas canções… escolhidas a dedo, musicando o texto… completando ideias e sentimentos!!!! Adoro!!!!

      Gosto muito de você, viu?!

      Tenha uma semana especial e muito divertida,
      Beijos

      04/10/2009 às 20:47

  3. Mariana

    Mistériooos! Como assim?! Foi o “arrastão” mais lindo que eu já vi. O que mais trouxe reias sentimentos, que mais provocou desejos, que mais fantasiou diferentes emoções, sensações… Isso foi profundamente lindo! Uma miscelânea completa, forte, intrigante. Cheia de mentes que só buscam uma coisa quando o peso das sensações lhe vem à ponta dos dedos… saber traduzir o amor! E tudo aquilo que ela faz, provoca e remete em nossas vidas, nossas mentes… e o quanto afaga nossos corações.
    Costumo escrever que se é para falar de amor… me deixa começar? E nesse texto você me pôs no começo, fiquei toda boba aqui – confesso! – às vezes penso, que “deveria” (nossa que verbo pesado) escrever sobre outras coisas, não ficar o tempo inteiro falando só de amor, de romances, de minhas vontades… mas ao passo que não dá para ser diferente disso, como escrever sem esse sentimento maior que permeia todas as situações corriqueiras das nossas vidas? Sem citar que primordialmente a ação que nos faz criar algo onde possamos escrever aquilo que sentimos, começando no amor… o amor por alguma coisa! E aqui estamos lendo pessoas que tem amor, amor pela escrita que seja, mas é um amor… Não adianta fugirmos dele! .
    Não reparamos que quando amamos o tempo não faz a mínima diferença. Amar será sempre recente: será ontem. Anos juntos e a sensação é que foi ontem. Anos separados e a sensação é que foi ontem. Ontem, ontem. Não há anteontem no amor. As lembranças mais longínquas já são corpo. E tudo aquilo que carregamos na memória…
    Não poderia também deixar de dizer que foi uma “homenagem” muito fofa de sua parte! Você é graciosa, muita coisa!
    Um suuuuuuuuuuuper beijo,

    Mari.

    P.s.: Olha o tamanhão do meu comentário!

    30/09/2009 às 13:54

    • Menina Misteriosa

      Mari,
      Fiquei emocionada com seu comentário!
      Muito obrigada!
      Adoro você e fico feliz que tenha gostado da singela “homenagem”…
      E continue sempre escrevendo sobre o que está sentindo, sobre o que seu coração manda… isso faz com que você e seus textos sejam tão especiais!
      Ótima semana pra você,
      Beijos

      04/10/2009 às 20:55

  4. Dil Santos

    Oi Menina, tudo bem?
    Legal isso, usurpar umas idéias alheias, kkkkkkkkk
    Fazer um mix de sentimentos sempre é bom.
    Bjos querida
    :)

    30/09/2009 às 15:40

    • Menina Misteriosa

      Tudo ótimo, Dil. E você, como está?
      As ideias destas mulheres sensacionais são tão boas, que não resisti… risos…
      Beijos

      04/10/2009 às 20:57

  5. Muito bem… juntou partes que por si só são inteiras

    beijo

    30/09/2009 às 16:02

    • Menina Misteriosa

      Mago,
      São partes que se tornam inteiras ao falar de amor… por isso tão bonitas e cheias de emoção…
      Beijos

      04/10/2009 às 20:59

  6. Uau! No meio de tantos textos maravilhosos, me senti lisonjeada por estar presente! Obrigada, minha querida, é uma honra ter um texto meu aqui.

    Um beijo, e sua torcida deu certo…ele voltou ‘do café’. ;)

    =***

    30/09/2009 às 17:06

    • Menina Misteriosa

      Ei, Miss… que bom que gostou!
      Ah, fiquei feliz demais em saber que ele voltou… e aí, conta mais, vai…
      ;)
      Beijos

      04/10/2009 às 21:03

  7. eita, eu estou ali… uau!!!
    nunca pensei q minhas palavras soltas e meus sentimentos letrados pudessem ser também de outra pessoa… [sabe o q é, achava q só eu sofria de amor]
    obrigada pelo carinho
    beijos

    30/09/2009 às 18:09

    • Menina Misteriosa

      Oi, Sentimental!
      E está muito ali, né? Roubei vários textos seus… até tentei, mas não consegui resistir! ;)
      Oh, já te disse que seus textos são mais que apenas palavras soltas, são a expressão do seu dom. Da sua capacidade de síntese, conseguindo dizer tanto em poucas palavras. Instigando a imaginação, permitindo que cada um interprete de acordo com sua vivência, com suas experiências. Por isso te ler é sempre uma aventura, uma forma de auto conhecimento, de redenção!!!!
      Eu que agradeço… por tudo!
      Tenha uma ótima semana… tranquila, alegre e leve!
      Beijos, linda!

      04/10/2009 às 21:08

    • muito né? rs
      mais uma vez obrigada.
      bjs

      04/10/2009 às 22:19

  8. De verdade,eu adoro seus comentários.Você é uma fofa :D quem disse que a vida é justa né,mas como fiz a minha mãe a vida é dura pra quem é mole,os problemas nos ensinam muito.Quanto a perda de controle é normal,o que seria de nos sem a loucura da paixão?apenas mais um ser que respira.Continue indo me visitar :D.Beijos

    30/09/2009 às 22:35

    • Menina Misteriosa

      Obrigada!
      Vou sim.
      Beijos

      04/10/2009 às 21:11

  9. Gostei do seu arrastão.
    Tudo falando sobre amor. Sentimento. Dúvidas. Confusão…
    No fim, tudo quer dizer a mesma coisa com outras palavras.
    Sentimos da mesma maneira. Temos as mesmas dúvidas.
    Questionamentos. Saudades….
    Beijão

    30/09/2009 às 23:38

    • Menina Misteriosa

      Oi, Amiga!
      Obrigada!
      Ao ler estes textos, os sentimentos expostos retratavam os meus… vi que se identificavam, se completavam… e não resisti! :)
      Beijos

      04/10/2009 às 21:16

  10. Oi Menina!! Ah que coisas lindas você selecionou aqui nesse “arrastão” !!

    Como sempre, me identifico em algo né… queria destacar algo muito importante:

    (No caminho, surgem dúvidas, medos, questionamentos.

    “Meu medo é quebrar tanto a cara, rachar tantas vezes o coração, despedaçar tantas vezes minha alma, derramar tantas e tantas lágrimas e, ao final, não encontrar alguém que finalmente valha a pena. Acabar descobrindo que foi tudo em vão.”)

    Sabe… eu levantei essas mesmas dúvidas e não tem muito tempo… Cheguei a um ponto de desânimo por desilusão, aquela sensação de estar patinando no gelo sem patins… Corre, corre, e não chega a lugar algum, né? Sempre fui muito romântica e muito sonhadora.. quase conseguiram acabar com essa minha qualidade, até que virando uma esquina: BUM! a sorte mudou de lado… rs. Isso não é só um papo pseudo-otimista pra tentar convencer alguém… é simplesmente a verdade… e não só a minha verdade… Acho que cada um tem seu tempo, seu ritmo, e tudo nos dá experiências… o importante é não desistir, que a felicidade sorri novamente! =D

    Imenso beijo pra você, linda! E ótimo final de semana.

    01/10/2009 às 11:38

    • Menina Misteriosa

      Oi, Sweet!
      Obrigada por mais um comentário tão especial!
      Acho muito válida a experiência que dividiu com a gente. Porque, sim, isso acontece com todo mundo. Temos dúvidas, incertezas, medos. Vontade de jogar tudo pro alto. E, nessas horas, temos que lembrar dos exemplos de sucesso, como o seu. O jogo muda. A sorte pode virar e, quando menos esperarmos, aquela deliciosa surpresa nos encontra e muda nossa vida!
      Fico feliz demais por você!!!!!
      Curta muito tudo!!!! E aproveite as férias! :)
      Beijos, linda!

      04/10/2009 às 21:24

  11. msm

    nossa. meu coração não aguenta.

    melhor eu ler com mais calma outra hora.

    que alma essa sua!!!!

    http://www.psvsite.com

    01/10/2009 às 13:11

    • Menina Misteriosa

      Oh, tem certeza?!
      Espero que volte mesmo… estes textos são especiais!
      Obrigada… você é um encanto…
      Boa semana,
      Beijos

      04/10/2009 às 21:26

  12. No final das contas o que sentimos tem enorme semelhança com o que é sentido por muitas outras pessoas porque somos semelhantes e isso chega a ser fascinante.
    Cadinho RoCo

    01/10/2009 às 19:44

    • Menina Misteriosa

      Oi, Cadinho!
      Bom ter você aqui, seja bem-vindo!!!!
      É fascinante mesmo… às vezes, leio um texto e penso: “Ela(e) leu meus pensamentos”. Esta sintonia me emociona!
      Volte sempre,
      Boa semana,
      Beijos

      04/10/2009 às 21:28

  13. Estou postando há poucos meses e cada dia mais me encanto com coisas que leio. Pra ser bem honesto , nem tudo me fascina. Há textos e pensamentos de gosto duvidoso. Mas, enfim, falemos de bons textos de coisas que acrescentam seja à mente ou ao espírito. E por que nao dizer também ao corpo? Outro dia esbarrei num blog sobre dieta e percebi que havia inúmeros outros blogs linkados àquele e falando sobre o mesmo tema. Uma corriola de meninas trocando receitas e dicas para perder uns pezinhos.. rsss É mesmo um grande barato!

    Sempre bom te ler, seja num arrastão, ou com suas idéias próprias.

    Beijinhos.

    Ivan.

    01/10/2009 às 21:52

    • Menina Misteriosa

      Ivan,
      Uma delícia saber disso. Gosto da forma como pensa, como se expressa e respeito muito suas opiniões. Me sinto honrada. Obrigada!
      Adoro ter você aqui!!! :)
      Boa semana,
      Beijos

      04/10/2009 às 21:31

  14. ficou ótimo!
    mas vc foi escolher justo esse? tem um significado especila. um dia te conto. bj

    04/10/2009 às 18:37

    • Menina Misteriosa

      Iaiá,
      Foi paixão à primeira vista por este seu texto… não resisti…
      Posso imaginar que tenha um significado enorme, a emoção que transborda mostra isso!
      Oh, quero saber mesmo, viu?!
      Tenha uma ótima semana,
      Beijos

      04/10/2009 às 21:33

  15. Oi querida, desculpa a demora em vir aqui…estou na correria!

    Sobre o ‘menino do café’, eu sei que ele é viciado em trabalho (e isso pode ser muito ruim), mas agora tenho a impressão que ele é maníaco por café também…acredita que sumiu de novo?

    Mas não tem problema…é como eu disse, ele nem chegou a esquentar o lugar no meu coração…ainda estou ligada ao meu amor que não pode ser meu e ao meu quase amor que está longe… é a vida, né?

    Que bom que gostou do texto lá, fazia tempo que aquele momento martelava na minha cabeça, mas eu ainda não tinha sentido vontade de escrever sobre ele… e foi delicioso compartilhá-lo com pessoas tão sensíveis como você.

    Beijosss, ótima semana pra ti tb!

    ps. não esquenta com a história de não ter me linkado antes. ;)

    06/10/2009 às 11:37

    • Menina Misteriosa

      Putz… bom, vamos tentar entender o menino. Como ele é viciado em trabalho, precisa de café para ficar acordado. Soluções: comprar uma cafeteira pra ele ou mudar pra guaraná em pó… assim, ele não precisa sumir sempre pra comprar café, né?
      Miss, problema não tem. Mas, por mais que ele não tenha esquentando om lugar, esta brincadeira de pique-esconde cansa, né? Você merece mais que isso. Merece constância, presença. Tranquilidade.
      Obrigada por compartilhar o texto comigo, é sensacional!
      Boa noite,
      Beijos

      06/10/2009 às 23:50

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s