Montanha Russa – minha perfeita imperfeição

   montanha_russa2

Eu vivo numa montanha russa de sentimentos. Oscilações. Adrenalina. Mudanças repentinas, bruscas. Surpresas. Emoções. Frio na barriga. Sensações que, às vezes, assustam mas também encantam e dão prazer. Me fazem sentir viva.

A subida é mais calma, constante, num ritmo compassado. Tranquilidade. Talvez até um certo marasmo. Mas o destino me fascina, me chama, me atrai. Sim, o destino é estar mais perto do céu. Bem lá em cima, no alto, onde quase posso tocar as nuvens, onde sinto que posso tudo… Chego no topo do mundo… sensação de conquista, realização, satisfação, paz, plenitude!

Mas, sem que eu perceba, tudo pode desabar em segundos. Queda livre. Sem aviso, sem tempo para me preparar. Sem rede de segurança, sem garantias, sem certezas. A descida acontece numa velocidade alucinante. Tudo muda. Medo, ansiedade, angústia. O que me espera lá em baixo? E se eu não quiser voltar pra lá? Acabei de subir, será que não posso ficar lá em cima só mais um pouquinho? Nem dá tempo pra pensar. Mal formulo as perguntas e a queda já está quase no final.

Pronto, passou. O vertiginoso descenso terminou. Aqui estou de novo, de volta à realidade, à rotina. Passado o susto, vejo que aqui embaixo não é ruim. Não há motivos para temer, fugir, não encarar. Com um pouco de esforço, empenho, esperança e vontade, eu subo de novo. Dou mais um passo pra frente, na direção de me tornar uma pessoa melhor. E, quem sabe, da próxima vez consiga ficar um pouquinho mais lá em cima, ou amenizar a queda… Já aprendi um pouco, sei que posso melhorar.

Os sentimentos se misturam, se confundem. Mudam na velocidade de um suspiro, num piscar de olhos. Sofro, quebro a cara, choro, me decepciono. Mas também sorrio, amo, faço novos amigos, descubro amores, me divirto. Sou inconstante? Falta equilíbrio? Sim, talvez. Sou imperfeita e isso não me incomoda.

Aprendi a sair do lugar comum, a admirar, entender, respeitar o que não é completo, inteiro, deslumbrante ou socialmente aceitável. A quebrar regras, enfrentar medos e preconceitos. A me aceitar. Luto para manter meu mundinho numa ordem desorganizada. Ou seria numa desordem organizada? Controlo o meu descontrole, mesmo que só de vez em quando. Até porque, às vezes, meu descontrole me controla e me deixo levar… por amar a perfeita imperfeição na qual vivo… e nela me sentir feliz.

Neste meu mundo deliciosamente bagunçado, encontro pessoas boas, especiais, que mudam minha vida, me ensinam, me amam, me aconchegam, me fazem sorrir. Embarcam comigo na montanha russa, nos bons e maus momentos. E faço o mesmo por elas.

Nem tudo é perfeito. Aceito, entendo isso. Não luto contra. Descobri que o diferente ou não convencional não precisa ser, necessariamente, errado. Minha vida nunca foi uma linha reta, certinha. No máximo, uma corda bamba. E é justamente isso que a faz emocionante, atraente, divertida, imprevisível… e a cada dia mais desejada…

 

Dois textos que li me fizeram refletir sobre este assunto e ter vontade de escrever: Vida Boa – Lelli Ramz e Administrando a sujeira – Daniel B. Serra

Anúncios

39 Respostas

  1. Mel

    Nossa, esbocei algo bem parecido que pretendia postar lá no avulsilidades á noite… até comentei sobre isso no twitter… mas sabe acho que quem está fora da montanha russa, ou quem nunca viveu a emoção de uma não viveu plenamente. Tem coisa melhor do que a ansiedade da subida e do que o frio na barriga da descida? Sem contar todos os outros sentires que cada volta nos proporciona… ver a vida de ponta cabeça no looping as vezes é necessário. Não que as vezes não doa, ou que tudo seja diversão, existe sim dores, e por vezes saímos dela com alguns hematomas… depende da velocidade e da intensidade dos trancos do percurso, mas tudo tem um motivo, e mesmo que demore, uma hora descobrimos qual é esse motivo.
    Adoro-te menina, e como dizem por ai, a vida é uma linda aventura, da qual jamais sairemos vivos… então se joga, porque se machucar é inevitável, mas o tempo cura e no final vale a pena se arriscar. Estou aprendendo a perder meus medos e curtir mais cada volta que a montanha russa dá…
    Bjs

    04/10/2009 às 12:01

    • Menina Misteriosa

      Mel,
      Você vem acompanhando minhas bagunças nos últimos tempos e sabe o quanto estas suas palvras significam pra mim! Obrigada! :-)
      Vamos continuar #FazendoArte. É o que importa…
      Te adoro!!!!
      Beijos

      07/10/2009 às 13:34

  2. O tempo vai passando, eu me observo, presto atenção às minhas reações e vou me conhecendo um pouco mais. Ótimo, a idéia é exatamente essa. Rs

    O fato é que nesse processo, descobri que sou tão controladora que não gosto de surpresas. Não me sinto à vontade frente aos acontecimentos que me pegam totalmente desprevenida. Prefiro aqueles que chegam, se não devagar, ao menos na velocidade ideal para que eu possa dosá-los, da forma mais conveniente. Droga de mania de querer ter sempre as rédeas nãs mãos…acho que perco um tanto de emoção sendo assim.

    Muito bom o texto, querida. Muito, mesmo.

    * Obrigada pelas palavras lá no blog. Gosto muito de ti. ^^

    Beijos de domingo,

    ℓυηα

    04/10/2009 às 15:46

    • Menina Misteriosa

      Luna,
      Entendo bem o que disse.
      Eu tenho esta mania também. Já fui pior, hoje convivo mais tranquilamente com algumas coisas que não consigo entender ou controlar. Por isso, assumi que vivo numa montanha russa mesmo. Então, o melhor é aproveitar. Tentar entender ou controlar tudo estava me enlouquecendo… risos…
      Como já te disse, fiquei feliz demais com este comentário!
      Obrigada!!!!
      Te adoro,
      Beijos

      07/10/2009 às 13:42

  3. somos muito parecidas…muito.bj

    04/10/2009 às 18:11

    • Menina Misteriosa

      Iaiá,
      Isso, pra mim, é uma honra! :-)
      Obrigada…
      Beijos

      07/10/2009 às 13:46

  4. Dil Santos

    Oi Menina, tudo bem com vc?
    O bom da vida são as incertezas, as ocilações, isso é que faz dela emocionante. O paradeiro, a mesmice, o cotidiano a deixaria vazia, sem motivação alguma as pessoas.
    Eu prefiro viver na corda bamba com emoção do que numa linha reta sem motivação.
    Então, continuo inspirado, rsrs.
    As férias já chegaram, já acabaram, rsrs.
    Infelizmente eu ñ pude viajar como eu havia programado a meses, tive uma crise renal 2 dias antes. Mas foi melhor assim, Deus sabe o que faz, não foi dessa vez, mas tudo bem, já fiz terapia sem terapeuta pra me recuperar, rsrsrs
    Eu fico super feliz quando vejo um comentário seu em meu blogt, gosto muito de tu e é lógico que já somos amigos, rsrs.
    Eu fiquei super emocionado com o comentário que vc fez. Sei que não sou o menino perfeito, estou longe de chegar na perfeição, mas sei que estou no caminho certo, eu com minha alma clara e transparente, rsrs
    Eu só estou feliz, caso as pessoas que rodeiam, que tenho contato estejam, não posso ser feliz com a infelicidade alheia. O que eu puder fazer para deixar nem que seja um pouquinho de alegrias nos corações alheios eu faço. Ajudo quem precisa de ajuda, seja com palavras, com meu ombro para chorarem, com minhas lágrimas para apoio moral, um abraço para reconfortar ou um favor caso precisarem. Ver o sorriso no rosto delas pra mim é imensamente gratificante, um alimento para minha alma. Eu falo tudo isso de coração mesmo, não é propaganda que faço sabe, quem me conhece sabe que encontra em mim um amigo mesmo para o que precisar.
    Deixa eu parar por aqui, o comentário já está virando uma postagem, kkkkkkkkkkk
    Eu é que agradeço por tudo, precisando de mim estou aqui com o coração aberto para ajudar.
    Ótima semana pra vc
    Bjão querida

    04/10/2009 às 21:10

    • Menina Misteriosa

      Como assim suas férias já acabaram?! o.O
      Putz, já ouvi dizer que a dor da cólica renal é muito forte. Como você está? Melhorou?

      07/10/2009 às 14:12

  5. obrigado pela visita em meu blog.
    adorei este seu texto e tb gostei daqui e vou segui-la. e vc parece ter aprendido a respeitar os defeitos e lidar com os problemas. isso é sim “amor”

    Parabéns

    bjs

    04/10/2009 às 21:50

    • Menina Misteriosa

      Oi, Marcelo!
      Que bom ter você aqui… como já te disse, adorei conhecer seu blog!!!
      Eu ainda estou aprendendo… tem muito ainda pela frente…
      Obrigada pela visita!
      Volte sempre, tá?
      Beijos

      07/10/2009 às 17:38

  6. Silvania

    Oiii
    Já ouví falar tanto de vc no blog da Luna que fiquei curiosa, rsrs
    Vim aqui e confesso que adorei teu blog…esse post então, nossaaa lindo
    Posso te add nos meus favoritos??
    BjO*
    Simmmm, tenho muitos sonhos para vc traduzir, viu? rsrsrs

    05/10/2009 às 09:31

    • Menina Misteriosa

      Oi, Sil!
      Amiga da Luna é minha amiga também… ela é uma querida! :-)
      Fico feliz que tenha vindo e gostado… Já passei no seu pra conhecer, inclusive, já está linkada aqui!
      Nem precisa pedir, pra mim será uma honra estar entre seus favoritos!
      Volte sempre!
      Beijos

      07/10/2009 às 17:46

  7. Isso eu também ja aprendi… o que não é como eu quero não precisa ser errado. E sentimentos, pessoas e sensações são partes do que move tudo por aqui, parece que por ai também, né?

    Um beijo… e cuidado com os chicletes essa semana… rs

    05/10/2009 às 10:26

    • Menina Misteriosa

      Sim, Mago, por aqui também!!!
      Pode deixar, estou tomando muito cuidado… acho que, pelo menos por enquanto, não entro numa enrascada daquela de novo! :-)
      Beijos

      07/10/2009 às 18:01

  8. Eu tenho vivido numa montanha russa.
    Oscilo entre momentos de picos de felicidade, quando o quarto está silencioso, e tenho o calor do meu lado.
    Mas chega a queda, tornando esses picos tão distantes que chegam a doer.

    Mas a gente tem que aprender a brincar.
    Essa é a graça.

    Beijos

    05/10/2009 às 11:37

    • Menina Misteriosa

      Taynar,
      É essa a ideia. Também tenho vivido isso.
      Eu ainda não aprendi a brincar. Mas tento aproveitar cada percurso, entender e controlar menos.
      Bom ter você aqui…
      Volte mais vezes, viu?!
      Beijos

      07/10/2009 às 19:19

  9. Ah que delícia!! A montanha russa é o brinquedo que eu mais gosto quando vou ao parque!
    Acho que justamente por causa dessa inconstância… quando estamos subindo nos dá uma alegria e ao mesmo uma ansiedade por saber o que nos aguarda.. então contemplamos a vista maravilhosa e já vai nos dando um medo em pensar que logo o cenário mudará e antes de completarmos o pensamento vem a descida! Ui! Sacodimos a cabeça tentando botar os neurônios de volta no lugar para nos adaptarmos à nova mudança e tudo começa denovo.. Às vezes uma subida é mais curta que outra, ou a descida mais na diagonal… não se sabe.
    Mas quer saber? Só tem graça porque é assim. Quem disser que sua vida é linear está mentindo ou não está aproveitando direito… rs

    Só apreciamos a subida, porque passamos pela descida, né não? rs

    Seu texto foi perfeito, Menina! Adoro te ler, viu?

    Grande beijo e ótima semana!

    05/10/2009 às 12:38

    • Menina Misteriosa

      Oi, Sweet!
      Gosto tanto das suas visitas e dos seus comentários! :-)
      Engraçado, meu brinquedo favorito nos parques também sempre foi a montanha russa. E, até pouco tempo, não tinha me dado conta desta analogia… agora que percebi, estou aproveitando muito mais… justamente como você descreveu…
      E as férias? Já estão quase chegando?!
      Te adoro,
      Bom feriado pra você,
      Beijos

      08/10/2009 às 23:50

    • Hihihi!

      É isso aí =D

      Sim, hoje é meu último dia de trabalho yupiiiii \o/

      E então… 33 dias de pura alegria!! (de quebra, emendei o feriado =P)

      Mas mesmo nas férias não vou deixar de passar por aqui pra conferir suas maravilhas!

      Florzinha, também te adoro!

      Ótimo final de semana pra tu! Beijos!

      09/10/2009 às 09:18

    • Menina Misteriosa

      Uhul!!!!! Que delícia… férias começando e ainda aproveitando o feriado, é perfeito!
      Sweet, aproveita bastante, descansa a cabeça, se diverte, cuida de você… e namora muito!!!!!
      Uau, ter sua visita aqui já é sensacional, nas suas férias ainda, vai me deixar toda metida!! ;)
      Obrigada, linda!
      Excelentes férias pra você,
      Beijos

      09/10/2009 às 12:37

  10. Minha linda!!! Como começar??

    Montanha Russa, estes brinquedos todos que tenho aqui… uma roda de sentimentos e verdades que s faz ciclo…

    Eu brinco o dia todo, tem uma roda gigante linda cheia de luzes, novidades e esquecimentos. Quero apenas minhas vontades e perco-me nos passeios, por isso entro na roda assim que acordo e sempre alcanço, lá no alto, o meu mundo….

    Seja o eixo de uma roda gigante de oportunidades boas, golpes de sorte, felicidades, amores, sucessos e orgasmos!!!

    Quero plenitude, mas existe contradição em mim…

    Apaixonada pelo drama extremo intenso… Neste sobe e desce de emoções…

    O que é constância em tua vida?

    Do que é feita tua linearidade?

    Pensamentos que te afligem todos os dias, ações que te conduzem mesmo que tardias.

    Tenho fé no poder de transformação, na evolução de minha mente, alma e espírito para a plenitude da divindade em perfeição.

    Nunca considerei-me uma pessoa vulnerável.

    Capaz de por hora tudo – exceto hesitações-, em suma imerge em estado facilmente reconhecido por hubris.

    Poderosa e tenaz, sempre criticada pela ostentação própria, aprendi a mais uma vez ser em perfeição humana: De maneira tênue ignorar os reles mortais e permitir orgulhosamente minha divindade.

    Minha adoração não tem limites, adoro até mesmo meus erros.

    Permiti-me a ser Humano!

    Livre da falsa imagem de sociedade correta, do abuso de autoridade e seu mal uso. Liberdade às pessoas felizes e despreocupadas, liberdade às bem-sucedidas e bem-providas de beleza, perfeição, grandeza, nobreza, simpatia, inteligência, ah quantas qualidades estas minhas e nada de jargão ‘modéstia a parte’ muito pelo contrário a modestia está inclusa…

    enfim..

    controlando…

    Controlo minha vida, meus amores, meus vícios… controlo meu modo de ser descontrolada!!!

    Nada de linhas..
    Quero minha vida linear, tão linear quanto o voo das abelhas (sempre em busca de mel). Mudar de nome todos os dias e hoje sou Lolita. Vou sorrir para você, vou dizer te amar; faço você acreditar que morro e então morro e ressuscito outra. Quem vou ser, o que vou fazer? Não sei. Nem ao menos quero saber! E quando achar que estou errada, vou te desmascarar! Vou mostrar que renasci freira e responder que é bíblico dizer que o amanhã pertence a Deus……

    Nós todas estas e mais algumas… Estamos em um parque de diversões e por isso nossa vida é muito boa mesmo!

    bjinhus, parques e cordas bambas

    Lelli

    05/10/2009 às 12:38

    • Menina Misteriosa

      Lelli,
      Seu comentário tá melhor que meu post… Excelente!
      Sabe, enquanto estava escrevendo, eu pensei justamente numa montanha russa toda iluminada, como vcoê descreveu…
      Liberdade, linda, sempre!
      Obrigada, adoro ter você aqui!
      Bom feriado,
      Beijos

      08/10/2009 às 23:54

  11. o bom das suas oscilações e dos seu mundo deliciosamente bagunçado, é que ele te inspira escrever textos tão gostosos de ler, e eu de repente me sinto em casa.

    beijo grande.

    05/10/2009 às 12:43

    • Menina Misteriosa

      Oh, linda, que delícia ler isso… muito obrigada!
      E fico feliz demais em saber que se sente em casa, porque é sua casa mesmo, entre, puxe uma cadeira, vamos bater um papo…
      :D
      Beijos

      08/10/2009 às 23:56

  12. Viver é bom e os altos e baixos fazem parte disso, com eles aprendemos a nos defender de algumas coisas e a entrar de cabeça em outras. Essa é a graça da vida e ninguém pode lhe tirar isso.
    beijos

    05/10/2009 às 15:55

    • Menina Misteriosa

      Justamente isso, Sentimental… aprendizado, oportunidade de viver…
      Você me entende!!!! ;-)
      Bom feriado pra você,
      Beijos

      09/10/2009 às 00:02

    • :D
      bjs

      09/10/2009 às 00:21

  13. Eric R.

    Um excelente texto, mais que excelente.
    Não sei se é transmissão de pensamentos ou alguma ligação espiritual kkk mas quando li seu texto parece que era algo que gostaria de ter escrito em determinado momento, quase presente, de minha vida.
    Não sou muito fã de montanha russa, mas minha vida também é quase uma rsrs.
    E como diria um grande poeta “somos perfeitos em nossas imperfeições”`
    Na vida como em uma montanha russa é normal sentir medo ,mas que a gente se diverte se diverte kkkk

    Beijão :D

    05/10/2009 às 16:13

    • Menina Misteriosa

      Oi, Eric!
      Que bacana esta sintonia… é sempre uma surpresa muito boa! :-)
      Sim, a gente se diverte… e muito!!!!!!
      Obrigada,
      Bom feriado,
      Beijos

      09/10/2009 às 00:04

  14. Nossa, eu costumo usar o termo montanha russa também para minhas emoções e oscilações eheh adorei ver isso por aqui tb!

    bjo!

    05/10/2009 às 19:26

    • Menina Misteriosa

      Oi, Elisa!
      Bom te ter aqui… seja bem vinda!
      Que legal, gostei de saber disso…
      Volte sempre,
      Beijos

      09/10/2009 às 00:05

  15. Eu passava por perto de uma montanha russa. Fosse aquela do extinto Tívoli na Lagoa, a do Playcenter em Sao Paulo, ou as estupidamente gigantes no Bush Garden ou Sea World. O pensamento em mim era sempre o mesmo: “Gente idiota! Não vejo a menor graça”. Lá no fundo da cabeça o eco voltava com a mensagem decifrada, verdadeira: “Ivan, seu covarde. Não tente exorcizar teus medos menosprezando a coragem dos outros”.

    Os que sobem e descem as montanhas não são melhores dos que preferem a emoção da vida aqui debaixo. Os que sobem conseguem agregar metáforas para as quedas livres que são inevitáveis na caminhada de todo ser vivente. Se nao forem frustraçoes e mágoas, decepções e dores, no fim todos caem em queda livre para aquilo que chamamos de morte. Mas sobre essa ninguém parece ter voltado pra falar a respeito.

    Acredito em altos e baixos. Nao acredito nem aceito uma vida constantemente assim. Isso seria um erro, uma desafinada. Há que se ter constância. Mas, acredito em altos e baixos. Precisamos aceitar essa possibilidade e tentar aprender com ela. Seja lá de cima, antes da volta final, ou aqui debaixo com um algodão doce na boca.

    Beijinhos.

    Ivan.

    05/10/2009 às 22:57

    • Menina Misteriosa

      Ivan,
      Não há certo ou errado. A analogia foi justamente para mostrar que meus momentos oscilam, que eu gosto estar lá em cima, mas também preciso da linearidade daqui de baixo e da constância da subida. E tenho que aprender a amenizar a queda, não temê-la tanto, aprender com ela. Tudo faz parte, é um conjunto.
      Não existe só um nem só o outro. Os momentos se alteram, se misturam. E saber equilibrar isso é muito importante sim.
      Gosto de sua forma de pensar… me faz refletir!
      obrigada,
      Beijos

      09/10/2009 às 00:12

  16. Menina…
    Adorei seu texto.
    A montanha-russa das emoções.
    Isso é viver.
    E melhor ainda, quando descobrimos que não somos
    perfeitos. É sentir-se aliviada na descoberta.
    Tiramos um peso do nosso ombro. Dane-se a perfeição
    e viva a imperfeição !
    Sentir que estamos buscando. Vivendo. Cada um sua história.
    Tentando fazer o melhor. Equilibrando e desequilibrando.
    No livro ” Fragmentos De Um Discurso Amoroso” do Roland
    Barthes, existe uma frase que li e não esqueço:
    ” A vida é cair sete e levantar oito vezes.”
    Geralmente quando nos levantamos, percebemos então,
    que estamos mais fortes.
    Grande beijo !

    05/10/2009 às 23:50

    • Menina Misteriosa

      Amiga,
      Perfeito! Você disse tudo! Estamos com nossos pensamentos alinhados…
      Obrigada,
      Bom feriado pra você,
      Beijos

      09/10/2009 às 00:14

  17. Menina-moça misteriosa…
    Ao ler seu post me lembrei de coisas pelas quais passo há alguns anos: a montanha-russa da bipolaridade. Subir e descer são verbos que fazem parte de meu cotidiano de maneira bem estreita.
    Para ser muito sincera esse ano é que comecei a me entender melhor (ou tentar, é claro).
    Quando estou no baixo luto para não cair mais e quando estou no alto prendo minha perna em alguma cadeira para não sair voando.
    Apesar de tudo amo essa minha montanha-russa que não é só minha, mas que muitas outras pessoas também têm.
    O melhor detalhe é que cada ser humano tem uma montanha-russa diferente, atraente, interessante…
    Beijos!

    06/10/2009 às 00:50

    • Menina Misteriosa

      Tati,
      Adorei a parte em que diz que prende sua “perna em alguma cadeira para não sair voando”… Eu também preciso fazer isso! ;)
      E o bacana é justamente a diversidade, por mais que todos possam ter uma montanha russa, não serão iguais…
      Bom feriado pra você,
      Aproveita a viagem,
      Beijos

      09/10/2009 às 00:17

  18. Mistérios, acho que uma metáfora melhor do que essa, eu nunca li e acho que nunca conseguiria fazer melhor.

    Ficou perfeita! Engraçado, mas eu me encontro tão assim….oscilante! Mas eu acho que é assim, que se vive de verdade. Na calmaria, na ansiedade, no corre -corre, com o frio na barriga, com coração pulsante….com o vento nos cabelos! A subida sempre será mais calma, mas é a preparação de coisas estrondosamente diferentes virão. Serão curvas, serão “loopings”, descidas, que nos deixarão de ponta a cabeça, por poucos segundos, mas que logo em sgeuida nos farão ter a sensação do quanto foi bom! Afinal faz parte essas adversidades, essas diferenças. O que seria de nós se o que predominasse fosse somente o marasmo. O que contar sobre uma vida se ela não tiver emoção? Sem uma pouca dose de loucura? Há quem faça dessa dosagem, um hábito constante, diário e exasutivo… e há quem use somente em determinados momentos.

    E aqui estou eu, com sentimentos difusos, confusos, bruscos… me encontro cheia, absolutamente cheia de rompantes…às vezes querendo demais, outras nem tanto… só sei que ter viajado nessa montanha-russa foi boooom demais!!!

    Um beijo flor! Ma-ra-vi-lho-sa semana pra você!!!

    06/10/2009 às 08:23

    • Menina Misteriosa

      Mari,
      Quando estava escrevendo lembrei de você e das nossas conversas… fico muito feliz que tenha gostado!!!!!!
      Obrigada, linda… e bom feriado pra você!
      Beijos

      09/10/2009 às 00:19

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s