Entre turbilhões, recortes rendados

.

Novidade … Entusiasmo … Envolvimento … Conquista … Fantasias. Entre emails, timelines, perguntas, DMs, comentários, textos, menções, alfinetadas e homenagens… expectativas, desejos, recados, provocações.

.

…………….. Gula ………….. Inveja …………………………………………. Obsessão

……………………………………………………………Curiosidade?

.

Qual a medida?

Falta bom senso, amor próprio. Limites são ultrapassados por pessoas, talvez, cansadas do marasmo da própria vida; ou que, talvez, gostem da ILUSÃO de viver a do outro.

Por quê? Pra quê?

.

……………………………………………………..Elos……………………………Ciclos……………………………………………………………… Coincidências…

.

malditos elos

BENDITOS ELOS

.

Nesse emaranhado de vontades, eu me fechei. Ouvi. Aconselhei. Preocupei-me com os outros. Preservei.

Informações desconexas completavam-se, aqui. Tudo se acumulava, dentro de mim. Ouvia sussurros, gritos, suspiros. Dos dois, três ou quatro lados. Quem equilibraria o quadrado? Ele estava a girar, com as hastes em chamas. As interseções aumentavam… Oito, Nove… mais pontas surgiam na geometria já desfigurada. Ligações. Mensagens. O infinito não seria particular.

Alguns se aproximavam por empatia. Outros por interesse. Um ato de confiar era sincero. O outro uma armadilha. Entre segredos, caixas, janelas, cidades e gavetas; gostos, texturas e sabores se perderam. Eu me perdi. Cópias fajutas. Frases feitas. Insegurança. Descobertas. Enlouqueci.

Reações adversas. Contestações. Julgamentos. [Como me explicar sem expor o outro?]

Um movimento, um corte. Mais uma cicatriz . Eu, que sempre me orgulhei de ser uma colcha retalhos senti, pela primeira vez, que estava mal costurada.

As arestas proeminentes esgarçavam minha pele.

Deitada sobre os cacos, sangrei.

.

…………..Gritei.

.

………………………………..Cansei.

.

Parei de fugir, cedi aos impulsos. Aos meus impulsos.

.

Se novos elos surgirão ou se haverá [re]construção, eu não sei dizer.

.

Para alguns falta coragem, falta realidade, falta vida.  Deles sinto dó.

.

Eu me reinvento. Entrego-me. Inteira.

.

Anúncios

44 Respostas

  1. Ju

    Queria ser a primeira, só pra dizer:
    CLAP CLAP CLAP!!!! =P

    Beijos!!! LINDONA.. rsrs

    21/04/2010 às 23:38

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Ju!
      Beijo!

      30/04/2010 às 18:56

  2. E você saiu linda disso tudo! Como sempre!

    Beijo,
    Nara

    Há, foto nova \o/

    21/04/2010 às 23:49

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Narinha!
      Os arranhões que me enfeitaram… ;)
      Beijo!

      30/04/2010 às 18:57

  3. Miss

    Oww flor, que texto lindo. Intenso, real, transparente mas, ainda assim, misterioso.
    “Eu me reinvento. Entrego-me. Inteira.” E é somente assim, que, ao meu ver, vale a pena viver.

    ;)

    Foto lindaaaaaa! ;)

    =********** Love u!

    22/04/2010 às 00:34

    • Menina Misteriosa

      Miss,
      Você me encanta! Saudades…
      Love

      30/04/2010 às 18:58

  4. Tuas palavras têm força e dominam o espaço.

    Eu fico pensativa.

    Beijo grande!

    22/04/2010 às 01:49

    • Menina Misteriosa

      Alline,
      Espero que desperte bons pensamentos!
      Beijo!

      30/04/2010 às 18:58

  5. Acho ótimo se reinventar sempre!

    22/04/2010 às 09:10

    • Menina Misteriosa

      Eu também, Desabafando!
      Só sei viver assim…

      30/04/2010 às 18:59

  6. Bão descobrir o imaginável… Ver um rosto de uma menina… Só falta vim me visitar, =).

    Beijos… adorei a surpresa!! Estarei sempre ao teu lado!!

    22/04/2010 às 09:55

    • Menina Misteriosa

      U&E,
      Olha… não me provoca que eu vou, hein? risos…
      Obrigada, linda! Muito obrigada!
      Beijo

      30/04/2010 às 19:00

  7. Lindas palavras! Viver é reinventar a todo instante. Obrigado por presentear com lindas palavras. A alam agradece. Bjs.

    22/04/2010 às 10:21

    • Menina Misteriosa

      João,
      Eu que agradeço suas palavras sempre tão carinhosas!
      Beijo

      30/04/2010 às 19:01

  8. Ju

    [RE]lendo e [RE]aplaudindo…
    CLAP CLAP CLAP!!!!

    #AmigaBabonaModeON

    22/04/2010 às 12:15

    • Menina Misteriosa

      Ju,
      E eu aqui, sorrindo, de novo!
      Obrigada!

      30/04/2010 às 19:01

  9. Parar. Olhar. Pensar,
    Repensar o rumo, O sentido a tomar.
    O caminho nunca é o mesmo.
    A rota está sempre em constante mudança, já que o objecto também
    é mutável.
    É assim a vida de artista,
    Mudam-se os tempos
    mudam-se as vontades.

    Um beijo

    22/04/2010 às 19:18

    • Menina Misteriosa

      Raio de Luar,
      Perfeito! ;)

      30/04/2010 às 19:02

  10. O medo atravessa a estrada,
    segue por ali adiante e dão-lhe uma outro nome:
    prudência, dizem uns, realidade chamam outros.
    nem uma nem outra: é medo.
    como se viver não fosse já por si assustador por vezes,
    ainda necessitamos de criar outros medos com que diminuimos ao invés de medrar.
    de repente, um estalo na face, acordámos no vazio, noite funda, e depois?
    tenho pavor de quem não arrisca, de quem vive a vida por meias medidas, que acredita que os sonhos se confinam ao sono.
    tenho sonhos em vígilia de roer de inveja aos que sonho dormindo.
    e não posso respeitar quem ama por meias medidas.

    22/04/2010 às 19:28

    • Menina Misteriosa

      Henrik,
      Gosto de sonhar acordada… e muito!

      30/04/2010 às 19:03

  11. Menina!
    Nossos caminhos nunca são os mesmos, é claro! E além disso, podemos nos reinventar e recomeçar a qualquer momento!
    Adoro os teus posts: intensos e cheios de delicadeza ao mesmo tempo. Gosto muito de ler-te!
    Bjkas, muuuuitas!

    23/04/2010 às 02:38

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Sônia!
      Beijo

      30/04/2010 às 19:04

  12. É sério: você ainda é
    O seu maior
    Mistério…

    (hai-kai pra Menina…)

    23/04/2010 às 03:12

    • Menina Misteriosa

      Jorge,
      Acertou em cheio!

      Adorei ter um hai-kai feito por você!
      [assim, vou ficar mal acostumada!]

      Beijo!

      30/04/2010 às 19:05

  13. Lembrei de Salvador Dali…

    23/04/2010 às 03:13

    • Menina Misteriosa

      Ivan,
      Ainda bem que não foi só pelo ‘bizarro’! Ufa!
      Bom te ver por aqui…

      30/04/2010 às 19:06

  14. Lindo sue blog *__*

    Adorei as postagens que já li…

    Parabens!!!

    23/04/2010 às 09:30

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Jéssica!
      Volte mais vezes… :)

      30/04/2010 às 19:06

  15. Faço minhas as palavras da Alline…

    E acrescento: Me senti confortável aqui hoje.

    Bjs!

    23/04/2010 às 12:57

    • Menina Misteriosa

      Eraldo,
      Fico feliz em saber… e fiquei curiosa: não se sentia confortável, antes? qual mudança te fez sentir assim?

      Beijo!

      30/04/2010 às 19:07

  16. Tô em pé, aplaudindo, adorando! ^^

    Bom fds!

    Love.

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    24/04/2010 às 02:52

    • Menina Misteriosa

      Luna,
      Seu apoio foi fundamental e tu sabe disso, né?
      Muito obrigada!
      Love,
      Beijo

      30/04/2010 às 19:09

  17. Oi minha querida, como está?
    Vc me surpreendendo cada dia mais com suas belíssimas palavras heim? rs
    Ficou ótimo e, como a maioria acima, estou aplaudindo pra vc, rs
    Estou ficando bem sim, rsrs
    Bjo amiga
    :)

    25/04/2010 às 16:27

    • Menina Misteriosa

      Estou ótima, Dil… e você?
      Obrigada! =)
      Beijo

      30/04/2010 às 19:10

  18. eu preciso confessar o quanto seu blog me dá obsessão, gula e vontade de criar um elo

    26/04/2010 às 17:21

    • Menina Misteriosa

      Marcelo,
      Obrigada… não só pelo apoio e carinho… mas também por me ver através das minhas palavras!
      Um beijo

      30/04/2010 às 19:11

  19. Bonito o texto, mas não deixe o que negativo te deixar para baixo, mas evolua acima de tudo…

    E gosto sim do Two and a Half Man, mas só vejo quando estou embarcado…

    Fique com Deus, senhorita Menina Misteriosa.
    Um abraço.

    27/04/2010 às 00:19

    • Menina Misteriosa

      Daniel,
      Não deixo. O ponto é justamente a superação!
      ;)

      30/04/2010 às 19:12

  20. Seu texto me lembra um poema que fiz para alguém muito especial.
    Vivemos intensamente assim como o que escrevestes!

    …Não quis sonhos, não pedi amor.
    Só a carícia doce da sua barba em meus seios.
    Não quis paixão, nem pedi sendas para minh’alma.
    Mas mesmo sem te pedir nada vc disse: – Fica!

    Enfim, adorei seu texto, e espero de coração que seja “veridico”.
    A vida é feita de paixão, de bons momentos e é isso que desejo para vc!
    É isso que desejo para todos ao meu redor!

    Xeru e mas uma vez: Parabéns!
    Belo Texto

    27/04/2010 às 19:13

    • Menina Misteriosa

      Chiara,
      Que poema lindo… parabéns!
      Obrigada! Fiquei feliz com sua visita… volte mais vezes!
      Beijo

      30/04/2010 às 19:13

  21. E agora? agora ou se recorda esse momento ou se cria um outro para mais tarde relembrar. Sou adepto da segunda versão.

    29/04/2010 às 15:40

    • Menina Misteriosa

      Henrik,
      Eu vivo, em harmonia, com as duas. Guardo boas lembranças… mas não deixo de criar novas!
      Beijo!

      30/04/2010 às 19:15

  22. Trepar é sempre bom. Fazer amor também, mas não costumo falar de coisas que não conheço!
    Curti teu blog!

    03/05/2010 às 14:47

  23. Menina Misteriosa

    Barfly,
    Sim, sempre bom!
    Obrigada e seja bem-vindo.

    03/05/2010 às 16:43

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s