Se Deus não faz…

.

Tomou seu banho, escovou os dentes, rezou e foi deitar abraçado a seu lagarto de pelúcia. As garrinhas macias faziam cosquinha em seu rosto, enquanto ele se aconchegava na cama.

Acordou com sua mãe puxando não só as cobertas, mas também seus pequenos bracinhos e levantando-o de supetão. Levou um tapa, depois outro e outro. Foi arremessado contra a cama, como nem bichos peçonhentos seriam. Da forma que caiu, ficou. Apenas se encolheu, esperando o próximo sopapo, que não existiu.

Ela foi retirada do quarto enquanto gritava que não havia parido criatura tão desalmada. Ele, assustado, permaneceu inerte, sem entender.

A ama, então, explicou-lhe que sua avó morrera.

Sua maior tristeza, porém, era não saber porquê, depois desse dia, a mãe parou de ajudá-lo com as lições do colégio, o pai não o levava mais a jogos de futebol e ele só fazia as refeições apartado de toda a família. Virou um estranho em sua própria casa. Quando muito, tinha a companhia de sua ama que o aninhava em seu colo quente e convidativo.

Ele não pôde ver o caixão, nem ir ao enterro.

E um detalhe ainda o perturbava: onde estaria o presente? Sim, aquele cachecol todo torto, de cores misturadas e textura áspera que a avó fizera pra ele, anos atrás.

Ele se lembrava bem. O dia estava frio. Viu-a debilitada, com olhar perdido e triste e enrolou o cachecol em seu pescoço. Apertou bem forte, para que não entrasse nem um ventinho. Ao pensar em seus pais, apertou mais um pouquinho. Depois mais, ao sentir a saudade cortante de seu avô. Então, usou um pouco mais de força. Mais. E mais. Até que, como um bom menino, atendeu a todos os pedidos.

.

 

Anúncios

43 Respostas

  1. Pingback: Tweets that mention Se Deus não faz… « -- Topsy.com

  2. Deliciosamente mórbido. Uma velada bomba de realidade.

    21/07/2010 às 08:49

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Ragas!
      Seja bem vindo e volte mais vezes… beijo!

      02/08/2010 às 10:36

  3. Para pais que não sabe o tesouro que tem em casa chamado filho, sinceramente, a morte =P

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

    Fique com Deus, senhorita Menina Misteriosa.
    Um abraço.,

    21/07/2010 às 09:13

    • Menina Misteriosa

      Daniel,
      Não valorizamos vários tesouros no nosso dia-a-dia… beijo!

      02/08/2010 às 10:43

  4. Nossaaaaaaaaaaaaaa!!! Fiquei besta com esse conto!

    Não sei de onde veio a inspiração, mas esse estilo me pegou de surpresa, me agradou demais e eu digo “muito prazer em conhecer essa outra faceta da Dona Menina!”

    Incrível, amei!

    Beijos, amoura.

    ℓυηα

    21/07/2010 às 13:42

    • Menina Misteriosa

      Luna, você sabe o quanto sua opinião e incentivo são importantes pra mim!
      Muito obrigada… fico feliz que tenha gostado… ah… e muito prazer! rs
      Beijo!

      02/08/2010 às 10:45

  5. Ai que meda! rs

    Conto realista. E real. Pelo menos para mim. Deveria ele ter matado os pais tb.

    Bjos ú&e =***

    21/07/2010 às 20:43

    • Menina Misteriosa

      U&E,
      Como já te disse, você está saindo melhor que a encomenda… muito perversinha, você! ;)
      Beijo

      02/08/2010 às 10:47

  6. Ontem eu matei uma minilagartixa pretinha esmagada na janela. Foi sem querer. Me deu pena. Gosto das lagartixas.

    21/07/2010 às 23:27

    • Menina Misteriosa

      Gustavão,
      Você é bem mais perverso que o personagem.

      02/08/2010 às 10:51

  7. Há situações que nos fazem sofrer, tamanha a intolerância e o preconceito que existe dentro de todos nós.
    Beijos

    22/07/2010 às 07:15

    • Menina Misteriosa

      Daniel,
      E esconder esse sofrimento pode ter consequências desastrosas.
      Beijo!

      02/08/2010 às 11:02

  8. Que história!Que imaginação!Adoro contos desse tipo.
    Muito bom!bjsssss

    22/07/2010 às 14:20

    • Menina Misteriosa

      E eu adoro suas visitas aqui, Paty! Obrigada!

      02/08/2010 às 11:08

  9. Déia

    Aiiiiiiiiiiiii

    Me arrepiei, senti medo…
    Pq tinha q ser tudo dessa forma?

    bj

    22/07/2010 às 17:49

    • Menina Misteriosa

      Déia,
      Ah… se eu soubesse…rs
      Beijo para você e pro Léo!

      02/08/2010 às 11:13

  10. Porra! A sua literatura é como sua presença: cresce a cada dia. Em mim. Puta texto!
    Te beijo!

    22/07/2010 às 18:32

    • Menina Misteriosa

      Moska,
      Quando eu crescer, quero escrever como você! Beijo!

      02/08/2010 às 11:17

  11. Poxa! Eu tremi. Senti. Chorei.
    Preciso falar mais?

    Vou acabar sonhando com isso…

    Beijo,

    22/07/2010 às 18:51

    • Menina Misteriosa

      Paulo,
      Se sonhou… conta o sonho, conta? ;)
      Beijo

      02/08/2010 às 11:20

  12. Menina,

    Eu que li… lá atrás a primeira versão e já tinha dito:

    FICOU ÓTIMO.

    Agora mudei de opinião…

    hupft.

    (hihihi)

    Ficou MARAVILHOSO.

    Mórbido, como esse tipo de conto deve ser.
    Beijo pra ti!

    22/07/2010 às 19:01

    • Menina Misteriosa

      Ana,
      Muito, muito obrigada pela ajuda, pelas dicas, pela consultoria!
      Beijo!

      02/08/2010 às 11:21

  13. e ele nunca vai entender o pq de ser um estranho no próprio ninho… isso q dá fazer boas ações!

    22/07/2010 às 20:54

    • esqueci do principal:
      beijos!!!

      22/07/2010 às 20:54

    • Menina Misteriosa

      S.,
      Será ele tão inocente assim?!
      Beijo²

      02/08/2010 às 11:28

    • claaaaaro q não!
      mas é como diz um conhecido meu ‘as pessoas mentem’…

      02/08/2010 às 22:52

  14. Ótimo mesmo.
    Cada vez que passo aqui fica melhor.

    Abraços.

    22/07/2010 às 21:59

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Fábio!
      Beijo

      02/08/2010 às 11:31

  15. Simples, delicado e fatal!
    Muito bom!!! Vim retribuir a visita e acho que vou ficar um bom tempo por aqui lendo teus textos! :)

    Beijos!

    24/07/2010 às 11:49

    • Menina Misteriosa

      Rica,
      Fico feliz que tenha vindo… a casa é sua!
      Beijo

      02/08/2010 às 11:34

  16. Guria… vc tá escrevendo que é uma barbaridade.

    Eu já tinha vindo ler o texto e, por falta de tempo, não tinha comentado. Mas foi impossível não sair daqui pensando no quanto a gente tem que policiar essas vontade inatas, e refrear a vontade de apertar alguns cachecóis imaginários. Ainda bem que existem boas (e inofensivas!) alternativas como catarse.

    Enfim: pra você, merecidos, os melhores elogios.

    Um beijo!

    24/07/2010 às 12:50

    • Menina Misteriosa

      Ei, Flavinha! Que delícia ter você aqui!
      Ah, benditas catarses!
      Obrigada… beijo!

      02/08/2010 às 12:09

  17. Em alguns trechos me vi nesse menininho…

    Achei lindo, inteiro, com o desfecho e tudo..
    beijos

    24/07/2010 às 16:24

    • Menina Misteriosa

      Foi na parte da inocência, Nanda?! rs
      Beijo!

      02/08/2010 às 12:15

  18. Tadinho! E ninguém entendeu o moleque? Familia, vez ou outra, vira as costas para gente , né? ;)
    Texto fantástico.

    Beijocas

    26/07/2010 às 16:58

    • Menina Misteriosa

      Mirian,
      E, mesmo sendo próximos, a família nem sempre entende certas motivações… beijo!

      02/08/2010 às 12:20

  19. Ju

    Ô Menina… e depois disso, você vem me dizer que tem medo do meu post lá do Bocas?!?!

    Vem cá, antes que eu me esqueça, vai te catar!! hahahahhaaha

    Que história mais louca.. Caramba!
    Super bem escrita, mas muito, muito triste… =/

    Beijos lindona!!

    26/07/2010 às 22:32

    • Menina Misteriosa

      Ju,
      Digo e repito: continuo com medo da Samira!
      Beijo

      02/08/2010 às 12:26

  20. Felipe A. Carriço

    Caramba.

    Fiquei com dó do garoto,
    da inocência,
    da vovó.
    Quanta dó.

    29/07/2010 às 00:01

    • Menina Misteriosa

      Carriço, melhor do que ficar com medo de mim… beijo!

      02/08/2010 às 12:54

  21. Miss

    Eu já tinha lido…pq não comentei?? oO

    Lembrou-me um livro, não lembro o título…assim que lembrar, te digo.

    Beijocas, flor.

    Miss

    29/07/2010 às 20:10

    • Menina Misteriosa

      Miss, espero que não seja por você ter ficado assustada com esse meu lado menos ‘menininha’… rs…
      Depois, se lembrar, me diz sim… quero saber!
      Beijo

      02/08/2010 às 13:09

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s