Sinônimo sem sentido

.

Eu brinquei com o perigo, sobre a linha, sem considerar o luar. Era lua cheia. Ele se vestiu em mim e me levou. Eu não percebi. Ou não quis perceber. Os pensamentos, agora, estão obsessos. Eu, inquieta. Algo grita aqui dentro. Eu, que sempre procuro entender, compreendi. Um ser pensante, ébrio e não alienado mora aqui. Por mais que sonhe, por mais que rechace, ainda sente a realidade corroendo. No fundo, eu sabia. A cabeça fervilha, dói. Colapso. Mente e pele quentes. Eu não sinto. Eu quero. Eu sinto. Eu não quero. Falência do juízo, da negação, do personagem. Sem máscaras, sem filtros. Descompasso desconcertado de sensações, ao pulsar num compasso só. Posso até ouvir. Ah… a música. Não, não posso. Não ouço. Por que ela insiste em tocar dentro de mim? Sempre fui boa em fugas, menos nessa. Por quê?  Só sei que o errado não me assusta.

.

These Words I Write Keep Me From Total Madness #Buk

.

Anúncios

40 Respostas

  1. Nanda

    Não está sendo boa em fugas dessas vez porque não quer fugir…

    Gosto muito de te ler e não tem como não gostar do que você escreve, o que vc escreve é reflexo da pessoa linda que você é.
    Beijos

    24/08/2010 às 17:44

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Nanda! ;)
      Beijo

      20/09/2010 às 08:42

  2. Quero ver quem usa proteção numa vibe dessas…

    24/08/2010 às 17:56

    • Menina Misteriosa

      Você me entende, amigo Gustavão! Você me entende!

      20/09/2010 às 08:42

  3. Ler essa parada ouvindo Miles Davis é demais. Até mesmo pra mim. O que é real ou não, nas estrelas que já se foram e ainda assim continuam a brilhar sobre nossas cabeças???
    De uma forma ou de outra, eu te beijo sempre…

    24/08/2010 às 18:37

    • Menina Misteriosa

      Moska,
      Não ando muito confiável para discernir o que é ou não real. Mas que continuam a brilhar, continuam!
      Beijo!

      20/09/2010 às 08:43

  4. As vezes só resta se entregar a este sentimento…

    Fique com Deus, Senhorita Menina Misteriosa.
    Um abraço.

    24/08/2010 às 18:58

    • Menina Misteriosa

      Daniel, eu bem sei! ;)

      20/09/2010 às 08:45

  5. sensação de amor latente.

    24/08/2010 às 19:10

    • Menina Misteriosa

      Será, Luna? Ainda me questiono isso. Mas não encontro resposta.

      20/09/2010 às 08:45

  6. Saboreando devagar. Deleite.

    25/08/2010 às 00:21

    • Menina Misteriosa

      Li,
      Será é possível haver cautela? Ou o desejo de overdose grita mais alto?
      Beijo
      p.s.: adoro seus emails!

      20/09/2010 às 08:46

  7. E qual é a culpa

    de ser obcecada pela liberdade de errar e acertar e errar de novo e de novo e de novo e de novo…?

    Voa.
    Foge.
    Não foge.
    A máscara é sua. Usá-la ou descartá-la está literalmente em suas mãos.

    Devaneio fantástico.
    Beijo.

    25/08/2010 às 02:28

    • Menina Misteriosa

      Ana,
      Impressionante como você sente e sabe!
      Obrigada! Um beijo!

      20/09/2010 às 08:47

  8. O errado não assusta, mas instiga.

    Grato pela visita,

    Abraços!

    25/08/2010 às 14:16

    • Menina Misteriosa

      Rick,
      Eu confesso que até gosto do que não é muito certo!
      Beijo!

      20/09/2010 às 08:47

  9. Maravilhosa narrativa.
    Bj carinhoso, menina.

    27/08/2010 às 22:34

    • Menina Misteriosa

      Obrigada, Luciano!
      Beijo

      20/09/2010 às 08:48

  10. Pelos arrepiados dizem muito mais que quaisquer palavras que eu possa juntar…

    29/08/2010 às 11:18

    • Menina Misteriosa

      Uhun. E gosto dessa sintonia, Paulo. Muito.

      20/09/2010 às 08:48

  11. Ju

    Ah… a música. Musicas são perigosas. Por isso gosto tanto delas. ;)

    Eu diria que te entendo, se não te entendesse.. mas como eu te entendo, te direi que não te entendo.. entendeu?! rsrsr

    Sabe, eu também sempre fui boa em fugas.. Mas acho que minhas pernas estão se cansando.
    Melhor parar por aqui! rsrs

    Beijos!

    29/08/2010 às 13:38

    • Menina Misteriosa

      Ô, e como entendo, Ju!
      Sobre fugas, no seu caso, não é o cansaço das pernas que comanda, né? Mas.. ssshhhhhh….
      risos…

      Beijo!

      20/09/2010 às 08:49

  12. alguns taxam doença, rotulam burrice, julgam pirraça, fodam-se, o masoquista explode berros prazerosos com a dor, o palhaço se descamba a rir, a torcida saúda os gols que o goleiro tanto tenta evitar. Nao importa. Bom mesmo é a gente se desvirtuar no mundo real, teclar cantigas num edredon sujo de vinho, dar delete na dúvida que a gente no fundo sabe que não vai dar ouvidos, e finalizar com um enter bem dado num momento que só poucos conseguem saber que é o ideal.

    o resto é achismo meu…

    mó tempão que não vinha aqui, mas continua bom. isso sim, importa.

    30/08/2010 às 18:36

    • Menina Misteriosa

      Daniel,
      Preciso, como sempre.
      É um comentário que merece ser post… ainda bem que a U&E fez a devida homenagem!
      Venha sempre! Obrigada!
      Beijo

      20/09/2010 às 08:51

  13. Miltextos

    Fuga em si menor. Fugaz. A música ensaia e os pés decalcam no piso notas de uma pauta imaginária.

    Enquanto isso, num canto do salão, tímida, a poesia apenas imagina o prazer da contra-dança.

    30/08/2010 às 21:57

    • Menina Misteriosa

      Miltextos,
      A poesia arrisca. E nos rege. ;)

      20/09/2010 às 09:20

  14. oh agonia!!!
    Buk isso?
    muito bom, ótimo, e eu já passei por isso umas boas vezes hein.
    ah, saudade de você, Menina, saudade de ter mais tempo pra estar mais presente, mas ao mesmo tempo – sem abandonar a nova vida.
    GASOLINA!!!!

    beijosss.

    31/08/2010 às 11:43

    • Menina Misteriosa

      Andrew, de certa forma, sim! ;)
      Muita saudade de você também! Venha como puder, quando puder. De um jeito ou de outro, você está sempre aqui!
      Adoro essa ‘GASOLINA’!!!!!
      Beijos

      20/09/2010 às 09:24

  15. Felipe A. Carriço

    Na briga entre a pele e a mente, geralmente a pele vence, dando lugar ao descompasso ritmado de um coração perdido em outro peito.

    01/09/2010 às 00:08

    • Menina Misteriosa

      Carriço,
      A briga aqui ainda está valendo. E é das boas!
      Será que não conseguimos escapar desse resultado? =/
      Beijo!

      20/09/2010 às 12:26

  16. Como sabemos fugir né? Mas a vida tá aí e vivemos tudo com todas as forças pq vão onde quer que a gente se esconda e aí percebemos que é bom.
    Um beijo, adoro ler as suas twitadas

    01/09/2010 às 00:41

    • Menina Misteriosa

      Dea,
      É aquela história… sou forte para várias coisas… mas algumas… ah…. você me entende, né?
      Adoro ter você, aqui! ;)
      Beijo

      p.s.: depois quero saber sobre suas apresentações… vai dando notícias, viu?

      20/09/2010 às 12:30

  17. Miss

    Tentei e tentei…escrevi e apaguei…nem sei o que dizer…talvez o melhor seja dizer que permita-se ouvir seu coração. Tenha calma, seja paciente, não atire pro alto seu desejo mais real.

    Fique bem.

    Love,

    Miss

    01/09/2010 às 12:07

    • Menina Misteriosa

      Miss,
      Talvez, meu medo seja ouvi-lo. Acho que ele é meio burrinho, só pode! ;)
      Beijo!

      20/09/2010 às 13:09

  18. Aprendi que o errado existe para ser desafiado. A gente pode mudar (e mudá-lo, até), desistir, reinventar, repetir, esquecer, deixar pra lá e rir da cara dele.

    Ele, sozinho, só tem a força e a importância que nós damos.

    Sabe saudades…sabe? Pois é, saudades de ti!

    Beijos, lindona!

    ℓυηα

    01/09/2010 às 15:31

    • Menina Misteriosa

      Mas e quando tá dentro da gente? o.O
      Saudades também… ainda!
      Beijo!

      20/09/2010 às 13:10

  19. Robinson Machado

    Uma identificação sem rosto costuma tropeçar nas vírgulas, mas como podem desconhecidos se tingirem de tantos pontos em comum? Com lapsos (co-lapso), sem mistério.

    Agradeço quanto ao comentário no http://www.poptic.wordpress.com

    Conte com minha visita frequente.

    01/09/2010 às 18:40

    • Menina Misteriosa

      Robinson, será que um dia entenderemos isso?
      Obrigada,
      Beijo

      20/09/2010 às 13:11

  20. Tem coisas que não conseguimos fugir, não enquanto elas morarem em nosso coração…

    Fique com Deus, senhorita Menina Misteriosa.
    Um abraço.

    08/09/2010 às 18:23

    • Menina Misteriosa

      Daniel, morar. Esse é ponto.

      20/09/2010 às 13:12

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s