Eloah

.

Ela não tem a senha do blog. E eu não sei quem ela é. Entramos em acordo e, assim, uma respeita os mistérios da outra. Só a sei pelo nome e pela vontade e facilidade que tem de escrever. Dentre uma quantidade imensa de textos dela, que enchem minha caixa de entrada, escolhi esse para apresentar a Eloah. A tendência picante de seus escritos ainda está por vir. Apreciem.

.

Mãe não, avó

.

“Vem cá vó, a Eloah tá te chamando” disse meu pai para a minha mãe.

Hierarquia sempre foi uma palavra que, para mim, me remetia a poder, à política ou qualquer outra coisa que pareça um pouco suja. Mas com o passar dos anos e as convicções adolescentes sendo colocadas no baú de recordações, descobri que não é sujo associar hierarquia à família. Afinal de contas, não foi sempre assim: Pai <>Mãe -> Filhos? Não sempre foi o famoso “Quem pode manda, quem tem juízo obedece”?

Um dia, prestando atenção em uma conversa entre meus pais e meus avós percebi: Ser avô(ó) é estar acima de qualquer outro membro da família, é como estar acima do bem e do mal. É não ser mais pai ou mãe – segundo Dona Iracema, minha avó, ser avó(ô) é ser mãe/pai duas vezes – é ser supremo.

Sabe por que digo isso? Meu pai não se refere à mãe dele como ‘mãe’ e sim como ‘vó’. É sempre assim: “Eloah, você já visitou a vó essa semana?” “Graça, a vó tá em casa?”.  Aí descobri também que todos querem ser avós… Quando meus pais viraram avós eles só são tradados como tal entre os membros da minha família, minha avó os chama de avós, eu os chamo de avós… E vocês pensam que meus avós viraram bisos? Enganam-se, eles ainda são avós!

Ser avó(ô) é estar no grau máximo da hierarquia familiar. Já tenho muitos sobrinhos, não sei se quero ser mãe. Mas de uma coisa eu tenho certeza: quero ser avó.

Eloah

.

Anúncios

13 Respostas

  1. VÓ e Vô são as melhores coisas da vida. Os meus já se foram todos os de sangue e os eleitos, mas quase todas as minhas lembranças boas tem um avô ou uma Avó presente.Achei muito bonito e delicado o texto.

    22/03/2011 às 23:09

  2. acho q ser avó é bem melhor… menos responsabilidade. rs

    23/03/2011 às 03:50

  3. Fantástico!!
    Tão lindo que não dá nem pra estender os comentários!
    Vocês realmente tem um dom que poucos tem.
    Beijinhos

    23/03/2011 às 08:19

  4. phalador

    Boas vindas a Eloah

    23/03/2011 às 10:04

  5. Muito melhor ser avó que mãe, dizem.
    Minha última vó viva desencarnou dia 2 de janeiro desse ano, uma dia depois que completou 94 anos.
    Saudades, mas saudades boa pq só deixou aprendizado e recordações lindas.
    Ótimo texto.
    Bjssss

    23/03/2011 às 11:08

  6. Minha mãe adora ser chamada de avó pelos filhos e pelo genro, quando em um diálogo com as crianças, os netos…acho mesmo que isso confere um certo poder.

    Boas vindas à Eloah e que venham mais textos, então!

    Beijo, flor!

    23/03/2011 às 23:20

  7. Nós já sabemos que ter avó é coisa importante, que, inclusive, é capaz de poupar vidas, né? #PiadaInterna =P

    Mas, brincadeiras à parte, realmente, os avós são os sábios e coerentes, que já viveram o suficiente para ensinar a nós como se faz.

    ;) =*

    25/03/2011 às 08:37

  8. Legal sua postagem. Me tornei pai a pouco tempo e muitas pessoas passaram a chamar meus pais de avós e não mais pelo nome, acho que com o intuito de serem carinhosos com eles.

    Com relação ao fato dos avós estarem acima do bem e do mal, me lembrei que quando meu avô era vivo funcionava assim em minha família e quando ele morreu meus pais e tios ficaram sem chão. Eu pude sentir isso.

    Logo, sua postagem está cheia de razão e eu nunca tinha pensado nisso.

    Daniel

    25/03/2011 às 11:46

  9. Minhas avós eram umas chatas: uma só gostava da minha irmã e não fazia a menor questão de esconder isso e a outra, tadinha, tinha Alzheimer e nem sabia quem eu era… eu era muito criança achava um saco ter que explicar quem eu era, até porque ela nem sabia quem era meu pai…

    Não sou avó, nem sei se quero ser… acho que vou matar a criança afogada na baba e serei meio insuportável, querendo ser dona do bichinho, já que sou meio possessiva…

    Mas gostei da reflexão, nunca tinha visto por esse ângulo.

    Parabéns, Eloah.

    E prá você, Menina, beijo também.

    Saudade de todas.

    28/03/2011 às 13:09

  10. Menina Misteriosa

    Obrigada a todos que comentaram.
    A Eloah me disse que virá responder um por um.
    Um beijo!

    30/03/2011 às 23:06

  11. Ju

    Nossa, e eu fui lendo e pensando, também quero ser vó um dia, daí ela vem e fecha o texto exatamente com o que eu estava pensado: “não sei se quero ser mãe. Mas de uma coisa eu tenho certeza: quero ser avó.”

    Não sou a única doidinha por aqui.. hehehehe
    Beijos, Eloah, adorei isso. ;)

    01/04/2011 às 12:35

  12. Ju

    Ah sim, e acabei de me lembrar de uma coisa… Minha bisavó também sempre foi chamada por todos os bisnetos, de Vó! Ainda hoje, nos referimos a ela assim… (Ai, deu saudades agora..)

    Bjos!

    01/04/2011 às 12:38

  13. Hum pouco complicado, mas muitas pessoas não precisam exatamente ter um filho para ter um herdeiro, pois podemos passar as nossa ideias para as pessoas e assim virarem nosso “filhos” e talvez netos…

    Fique com Deus, senhorita Menina Misteriosa.
    Um abraço.

    15/04/2011 às 23:47

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s